CENTRO DE INTERCÂMBIO CULTURAL

"MARTÍ POPULAR"

 
TAIGUARA

Voltar a galeria

Voltar a Assembléia de Fundação


Compositor, poeta, cantador das dores e das esperanças de nossa gente, ousado, irreverente, Taiguara deixou entre nós traços marcantes de sua passagem. Só lamentamos sua partida tão precoce.

Permanece, todavia entre nós, o sonho e a esperança de um mundo melhor, de um país melhor para todos.

Para expressar melhor esse sentimento transcrevemos algumas palavras de uma entranhavel amiga e poetisa, Piedade:

"Petrópolis, ,26- 11-92

Ao mais querido poeta:

A Natureza Revolucionária contém dois tipos de gente: ROSA e CAPIM. O primeiro, a rosa, tem a responsabilidade de perfumar o ambiente; o segundo, o capim, se responsabiliza em suportar o galope de todos os cavalos operadores do bem estar de todos.

Mas a Natureza Revolucionária, soberba, quiz para si alguém que fosse, exatamente, a dialética entre rosa e capim. Passou então a procurar. Andou... andou..., até que encontrou um nome - Taira, caso fosse ele mais rosa que capim, ou Guara, caso fosse mais capim que rosa. Mas, que dilema", o encontrado não era mais isso ou aquilo; era ele, apenas, união amorosa. Nasceu então, da rosa mais rara, o nome Taiguara para que a vida jamais deixasse de ter uma canção em toda Natureza Revolucionária".