Quase 100 anos após a personagem Policarpo Quaresma, de Lima Barreto, defender que o Guarani substituisse o português como língua oficial do Brasil, a Comissão de Educação, Cultura, Ciência, Tecnologia e Esportes do Parlamento do Mercosul aprovou no dia 10 de fevereiro deste ano uma recomendação ao Conselho do Mercado Comum (CMC) para essa língua passe a ser considerada idioma oficial do Mercosul e se converta em idioma de trabalho do bloco regional, como o Espanhol e o Português. Autor da proposta, o parlamentar paraguaio Héctor Lacognata disse que há cerca de 15 milhões de pessoas que falam o Guarani e vivem no Paraguai e em regiões da Argentina, da Bolívia e do Brasil. A decisão da comissão será ainda submetida ao Plenário.